seta seta
José Maria Loff da FONSECA
(1880-)
Tereza Augusta Brazão de ALMEIDA
(1887-1909)
João de BARROS
Romana FONSECA
Mário Ivo de Almeida FONSECA ®
(1906-1985)
Andreza de BARROS
(1919-)
Daniel Rui de Almeida FONSECA
(1945-1969)

 

Relações da família

Daniel Rui de Almeida FONSECA

  • Nascimento: 1945, Praia, Santiago, Cabo Verde
  • Óbito: 5 Jan 1969, Moçambique com 24 anos de idade
  • Sepult.: 21 Nov 1969, Praia, Santiago, Cabo Verde
imagem

Símbolo  Notas sobre o óbito:

Faleceu, no dia 5 de Janeiro de 1969, vítima de ferimentos em combate, devido ao ataque inimigo ao quartel da Cruz Alta, na Serra do Mapé

imagem

Símbolo  Eventos de relevo na sua vida:

• patente militar: alferes.



• Obituário / Agradecimento de condolências, 27 Fev 1969. segundo o anúncio publicado em 27-02-1969 no nº 342 do semanário capitalino "O Arquipélago". (cf recorte ao lado)



• Condecoração: Medalha de Prata de Valor Militar, com palma, 1 Jul 1969. Transcrição da Portaria publicada na OE n.º 16 '97 2.ª série, de 1969:
Por Portaria de 1 de Julho de 1969:

Condecorado com a Medalha de Prata de Valor Militar, com palma, a título póstumo, nos termos do artigo 7.º, com referência ao § 1.º do artigo 51.º, do Regulamento da Medalha Militar, de 28 de Maio de 1946, o Alferes Miliciano de Infantaria, Daniel Rui de Almeida Fonseca, da Companhia de Caçadores n.º 2321, Batalhão de Caçadores n.º 2837, Batalhão de Caçadores n.º 10, porque no passado dia 5 de Janeiro, cerca das 5 horas, aquando do ataque inimigo ao estacionamento da sua Companhia, teve comportamento heroico, abnegado, valente e corajoso.


Iniciado o ataque, levado a efeito por numeroso grupo inimigo, que, dispondo de armas automáticas, lança-granadas-foguetes e morteiros médios e ligeiros, procurava tirar partido do facto do estacionamento da Companhia se encontrar ainda num incipiente grau de organização, o Alferes Fonseca, perfeitamente cônscio do perigo que o referido estacionamento corria, imediatamente se dirigiu ao sector onde o ataque era mais forte e, a peito descoberto, reorganizou a defesa daquele sector, incitou os seus subordinados e, dando mostras de muito sangue-frio e coragem, indiferente ao perigo, com desprezo absoluto pela vida, manteve-se sempre fora das trincheiras, fazendo tiro de pontaria ajustada, até que, perto do fim do ataque, foi atingido mortalmente por estilhaços de uma granada de morteiro lançada pelo inimigo.


Com tão heroica conduta, o Alferes Fonseca reafirmou as extraordinárias qualidades militares já evidenciadas anteriormente, em campanha, noutras acções, mercê das quais os seus superiores hierárquicos o consideravam, desde há muito, como um valoroso oficial subalterno, a cujo exemplo de sangue-frio, valentia, abnegação e coragem se fica a dever, em grande parte, o êxito alcançado pela sua Companhia na defesa do seu estacionamento.


Demonstrando, como demonstrou, brilhantemente, na referida acção, alta compreensão da grandeza do dever militar, o Alferes Fonseca honrou sobremaneira as gloriosas tradições das instituições militares portuguesas.



• Anúncio: da chegada do corpo, 20 Nov 1969. publicado em 20.11.1969, no nº 380 do semanário capitalino "O Arquipélago". (cf recorte ao lado)


imagem

Esclarecimentos do administrador deste site genealógico:

1) Por falta de um contacto (ou algumas vezes por descuido), não me foi possível pedir às pessoas a devida autorização para divulgar seus dados e/ou fotos neste site. A estas pessoas apresento desde já desculpas pelos eventuais constrangimentos causados por este procedimento, que não foi por indelicadeza, mas sim e apenas com intuito académico. Assim, aos que não desejariam conceder tal autorização, peço o favor de me contactarem com instruções a respeito (endereço electrónico incluso nesta página).

2) Este site tem também o propósito de recolher dados e correcções que permitirão aperfeiçoar o trabalho de pesquisa pois certamente há de conter imprecisões. Assim, contamos consigo, e se quiser comentar ou solicitar o retiro, acrescento ou a troca de dados, documentos ou fotografias, sinta-se livre para me contactar (e-mail a seguir). Em muitas páginas não se encontram listados todos os filhos da pessoa apresentada. Nada impede de virem a ser paulatinamente acrescentados, à medida que informações fidedignas me forem fornecidas.

3) Em genealogia, os apelidos (sobrenomes) provenientes dos maridos das senhoras casadas, são omitidos nos nomes delas. Uma das razões: não criar dificuldades nas pesquisas em registos de nascimento.

4) Os nomes seguidos de um asterisco (*) são os dos ascendentes diretos de Jorge Sousa Brito. Assim, ao navegar a partir de um nome em linha ascendente e encontrar um nome com (*), saberá que este é dum antepassado comum de JSB e do portador do nome donde partiu.

5) Fotografias originais a branco e preto e/ou degradadas, vão sendo, após tratamentos digitais, paulatinamente substituídas por versões com maior nitidez, tornadas coloridas e restauradas.

6) Nomes seguidos de um ® estão retratados por uma fotografia, uma pintura, um desenho, uma caricatura ou uma escultura de seu portador

7) A todos os que quiserem colaborar na construção desta árvore, convido igualmente a enviar informações, ficheiros e fotos para:

Emailjorsoubrito@gmail.com

Pode procurar outros eventuais nomes nesta árvore utilizando a "box" a seguir:




Início | Sumário | Apelidos | Lista de nomes

Esta página Web foi criada a 27 Nov 2022 com Legacy 9.0 de Millennia