seta seta
Atanásio José da VERA-CRUZ
(1800-)
Isabel Caetana Correia d' AFONSECA
(cerca de 1801-)
Joaquim Pereira da SILVA
Bernarda Ferreira MARTINS
João José da VERA-CRUZ
(-1887)
Maria das Dores Martins PEREIRA

Augusto Pereira da VERA-CRUZ, ®
(1862-1933)

 

Relações da família

Augusto Pereira da VERA-CRUZ, ®

  • Nascimento: 18 Nov 1862, Nossa Senhora das Dores, Sal, Cabo Verde
  • Óbito: 5 Dez 1933, Mindelo, São Vicente, Cape Verde com 71 anos de idade
  • Sepult.: Dez 1933, Mindelo, São Vicente, Cape Verde
imagem

Símbolo  Eventos de relevo na sua vida:

• Nota biográfica. Senador. "Augusto Vera Cruz era armador,comerciante,Politico e agente consular de varios países.Apartir de 1912 foi eleito,ininterruptamente até ao derrube do novo regime em1926,senador pelo circulo de Cabo Verde. O senador Vera Cruz durante 4 anos batalhou no parlamente conquistando os outros deputados para sua causa e ultrapassando um a um todos os obstáculos levantados pelo governo colonial.Desde o problema da inexistência de professores que pudessem constituir o corpo docente em C.V.,mas ele provou que podiam ser recrutados entre Caboverdianos que os havia capazes e residindo em C.V.,até o argumento de que não havia um edificio condigno onde instalá-lo.A nossa figura resolveu este problema cedendo a sua própria casa.O palaceto que possuía no Mindelo onde mais tarde funcionaram o grémio recreativo, a radio Barlavento e hoje é o centro nacional de artesanato(em remodelação)." Jorge Vera Cruz (Jovera)



• Nota biográfica: na Esquina do Tempo de Brito-Semedo, 29 Out 11. Aquele que foi conhecido como Senador Vera-Cruz era bisneto do Conselheiro Manoel António Martins. Armador, comerciante, político, agente consular de vários países - Brasil, Uruguai, Inglaterra, Rússia - tanto na ilha do Sal como na de S. Vicente. Em 1890, magoado com o Ultimatum inglês a Portugal, pediu a exoneração do cargo de agente consular da Inglaterra.

Augusto Vera-Cruz não cursou universidades nem mesmo escolas, mas a educação familiar recebida e uma sólida formação cultural obtida de modo autodidáctico deram-lhe armas que lhe permitiram singrar. Começou a lutar pela sua vida bem cedo e, de simples empregado comercial, elevou-se até ser um dos mais conceituados empresários de S. Vicente, ilha para onde se mudou definitivamente em 1890.

Foi nomeado, pelo Governador Lacerda, presidente da Câmara Municipal de S. Vicente, substituindo Sena Barcelos, tendo exercido o cargo de 1898 a 1901. O Banco Nacional Ultramarino nomeou-o gerente da agência de S. Vicente e, mais tarde, da filial na cidade da Praia, onde se encontrava em 1911, quando decidiu apresentar-se como candidato a deputado por Cabo Verde.

Tinha sido proclamada a República em Portugal e pretendia-se elaborar uma nova constituição. Vera-Cruz foi eleito, tal como o seu bisavô Martins 90 anos antes, deputado às Constituintes de 1911. Em 1912, foi eleito senador pelo círculo de Cabo Verde, cargo em que permaneceu ininterruptamente até ao derrube do novo regime em 1926, totalizando, assim, quinze anos como representante de Cabo Verde no parlamento português.

O Senador Vera-Cruz não foi um parlamentar passivo, devendo-se à sua iniciativa e persistente acção no parlamento a fundação do Liceu Nacional de Cabo Verde. Luta essa pela qual estava sensibilizado pela sua própria experiência pessoal, pois não avançara nos estudos por não ter tido acesso ao ensino secundário. Para além disso, ainda conseguiu a concessão da reforma dos faroleiros e que as receitas das taxas telegráficas ficassem na província. Notabilizou-se na defesa da concessão Blandy, no combate às leis de excepção, na defesa do proletariado, na luta pelo desenvolvimento do Porto Grande e em muitas outras causas.

- Informações recolhidas na obra de João Nobre de Oliveira, A Imprensa Cabo-Verdiana. 1820-1975. Macau, Fundação Macau e D.S.E.J., 1998


imagem

Esclarecimentos do administrador deste site genealógico:

1) Muitas vezes por falta dum contacto não foi possível pedir às pessoas a devida autorização para divulgar seus dados e fotos neste site. A estas pessoas apresento desde já desculpas pelos eventuais constrangimentos causados por este procedimento, que foi, não por indelicadeza, mas sim e apenas, com intuito académico. Assim, aos que não desejariam conceder tal autorização, peço o favor de me contactarem com instruções a respeito (endereço electrónico incluso nesta página).

2) Este site tem também o fito de recolher dados e correcções que permitirão aperfeiçoar o trabalho de pesquisa pois certamente há de conter imprecisões. Assim, contamos consigo, e se quiser comentar ou solicitar o retiro, acrescento ou a troca de dados, documentos ou fotografias, sinta-se livre para nos contactar (e-mail a seguir).

3) A todos os que quiserem colaborar na construção desta árvore, convido igualmente a enviar informações, ficheiros e fotos para:

Emailjorsoubrito@hotmail.com

4) Os nomes seguidos de um asterisco (*) são os dos ascendentes directos de Jorge Sousa Brito. Assim, ao navegar em linha ascendente a partir de um nome e encontrar um com (*), saberá que este é de um antepassado comum a JSB e ao portador do nome donde partiu

5) Nomes seguidos de um ® estão retratados por uma fotografia, uma pintura, um desenho ou uma escultura de seu portador

Pode procurar outros eventuais nomes nesta árvore utilizando a "box" a seguir:






Início | Sumário | Apelidos | Lista de nomes

Esta página Web foi criada a 11 Dez 2019 com Legacy 9.0 de Millennia